Ilhéus

A cidade mais conhecida do Brasil
Praias de cidade animadas
A Catedral de São Sebastião

Procurar cruzeiros na América do Sul

Ilhéus

Folheando as páginas do livro de Jorge Amado

A nível literário, Ilhéus, 70 km a sul de Itacaré, na foz do rio Cachoeira, é a cidade mais conhecida do Brasil, pelo facto de ser o cenário do romance mais ilustre de Jorge AmadoGabriela, Cravo e Canela, e aguarda a sua visita numa excursão MSC à América do Sul.


Se ainda nunca ouviu falar do livro antes de visitar Ilhéus, ouvirá em breve, pois parece que todos os bares, hotéis e restaurantes foram baptizados com o título do livro, ou com o nome de um dos seus personagens. Tradicionalmente, Ilhéus também é famosa pelas suas praias de cidade animadas, embora face às opções existentes actualmente, tanto a sul quanto a norte, as primeiras não captem a sua atenção durante muito tempo.

Ao desembarcar do seu cruzeiro MSC, não pode perder o marco da cidade: a Catedral de São Sebastião, na Praça Dom Eduardo. Assemelha-se a um bolo de casamento romanesco, com uma cúpula de 48 metros de altura. Apesar de a construção ter sido iniciada em 1931, só foi consagrada em 1967. Substituiu uma capela mais antiga que foi demolida por ser considerada pequena demais para a cidade.

Datando de uma estrutura concluída na década de 1570, a Igreja Matriz de São Jorge é a mais antiga da cidade, embora a maior parte do que vê hoje em dia seja do século XVII, e possui uma antiga e venerada imagem de São Jorge. A sacristia acolhe o pequeno Museu de Arte Sacra, com a prataria usual eclesiástica, várias esculturas religiosas e móveis antigos em exposição.

Instalado numa mansão ornamentada encomendada pelo pai de Amado em 1926, o Museu Casa de Cultura Jorge Amado foi, no passado, a residência do filho ilustre da cidade e, agora, apresenta exposições sobre a indústria do chocolate da região e o próprio Amado. Além do centro, encontrará a principal concentração de bares de Ilhéus ao largo do agradável passeio marítimo, na Avenida Soares Lopes, a leste.

Lugares imperdíveis em Ilhéus

Conheça as nossas excursões

    Norte do Brasil

    Reservas naturais e atmosferas coloniais
    Reservas naturais e atmosferas coloniais

    Não restam dúvidas de que o Nordeste brasileiro beneficiou do boom económico do país sendo agora uma região em expansão.

    Não obstante o facto de possuir a costa mais deslumbrante da América do Sul, uma vida de praia animada e uma cultura exuberante que reúne samba, reggae e influências africanas, a região, dividida politicamente em oito estados distintos, não foi deteriorada pelo turismo. 

    Um cruzeiro ao Nordeste do Brasil mostrar-lhe-á as principais cidades costeiras. Cidades como Recife, Olinda, São Luís e Fortaleza são donas de uma profunda herança colonial, ao passo que outras como Maceió e Natal cresceram sobretudo ao longo das últimas décadas. Todas elas têm as suas próprias praias na cidade, além de estâncias idílicas e desertas escondidas ao largo da costa. A ilha de Fernando de Noronha, a centenas de quilómetros da costa, é uma das maiores reservas de vida selvagem oceânica do mundo, um destino caro, mas ideal para o eco-turismo.

    Os estados brasileiros de de Alagoas e Sergipe, de menor dimensão e negligenciados pelos viajantes durante muito tempo, têm revelado um rápido desenvolvimento nos últimos anos. Embora lhes falte o romantismo do Rio e de Salvador, as duas capitais dos estados de Maceió e Aracaju oferecem praias excelentes e alguns elementos de interesse histórico. Além disso, algumas cidades coloniais genuinamente bem preservadas ficam a uma curta distância de autocarro.