Recife

Um centro da cidade restaurado, repleto de edifícios históricos
Olinda, um labirinto de calçadas
Igarassu, a segunda cidade mais antiga no Brasil

Procurar cruzeiros na América do Sul

Recife

O bairro em antigo estilo europeu

No seu cruzeiro MSC, deixe-se levar até à maior área metropolitana do nordeste do Brasil, Recife, uma cidade animada e em plena expansão, com mais de quatro milhões de habitantes, uma economia em crescimento e dois portos importantes. O centro da cidade, constituído pelas três ilhas de Santo António, Boa Vista e Bairro do Recife oferece uma combinação interessante, assim que se acostuma (um pouco semelhante ao antigo centro da cidade do Rio de Janeiro).


O centro da cidade é totalmente seguro e a região recuperada do Bairro do Recife, em particular, é uma verdadeira pérola, um pouco semelhante ao estilo europeu da belle époque, quando comparado com o resto do Brasil.

A maioria da classe média vive no bairro à beira-mar da Boa Viagem, uma selva de condomínios de arranha-céus e hotéis de praia a sul, apesar de não ser uma zona ao estilo de Maceió. Embora os centros comerciais e as empresas tenham mudado para esta zona, ela continua a ser essencialmente residencial.


Olinda é, muito simplesmente, um dos maiores e mais belos complexos da arquitectura colonial brasileira e aguarda pela sua visita numa excursão de um cruzeiro MSC na América do Sul. É um labirinto de calçadas, colinas coroadas com igrejas brancas cintilantes, casas em tons pastéis, fontes barrocas e praças requintadas.

Os cruzeiros MSC na América do Sul também oferecem excursões a Igarassu. A segunda cidade mais antiga do Brasil, 32 km a norte de Recife, foi fundada pelos Portugueses em 1537 numa cordilheira que se ergue sobre um mar de palmeiras: o nome significa “canoa grande” na língua tupi, o grito que esses índios vociferaram ao avistar os galeões portugueses pela primeira vez.

Embora não seja de todo parecida com Olinda, o centro histórico preserva algumas relíquias do passado (Sítio Histórico de Igarassu), como por exemplo, a modesta Igreja dos Santos Cosme e Damião, a mais antiga do Brasil, ainda existe na cordilheira (a primeira igreja foi fundada em 1535, mas a última data de 1590).

Lugares imperdíveis em Recife

Conheça nossas excursões

    Norte do Brasil

    Reservas naturais e atmosferas coloniais
    Reservas naturais e atmosferas coloniais

    Não restam dúvidas de que o Nordeste brasileiro beneficiou do boom económico do país sendo agora uma região em expansão.

    Não obstante o facto de possuir a costa mais deslumbrante da América do Sul, uma vida de praia animada e uma cultura exuberante que reúne samba, reggae e influências africanas, a região, dividida politicamente em oito estados distintos, não foi deteriorada pelo turismo. 

    Um cruzeiro ao Nordeste do Brasil mostrar-lhe-á as principais cidades costeiras. Cidades como Recife, Olinda, São Luís e Fortaleza são donas de uma profunda herança colonial, ao passo que outras como Maceió e Natal cresceram sobretudo ao longo das últimas décadas. Todas elas têm as suas próprias praias na cidade, além de estâncias idílicas e desertas escondidas ao largo da costa. A ilha de Fernando de Noronha, a centenas de quilómetros da costa, é uma das maiores reservas de vida selvagem oceânica do mundo, um destino caro, mas ideal para o eco-turismo.

    Os estados brasileiros de de Alagoas e Sergipe, de menor dimensão e negligenciados pelos viajantes durante muito tempo, têm revelado um rápido desenvolvimento nos últimos anos. Embora lhes falte o romantismo do Rio e de Salvador, as duas capitais dos estados de Maceió e Aracaju oferecem praias excelentes e alguns elementos de interesse histórico. Além disso, algumas cidades coloniais genuinamente bem preservadas ficam a uma curta distância de autocarro.