Salvador

Berimbau, capoeira e igrejas barrocas 
O actual bairro antigo do Pelourinho
O Palácio do Rio Branco

Procurar cruzeiros na América do Sul

Salvador da Bahia

A colisão de dois mundos: África e Brasil

Erguendo-se sobre a enorme baía de Todos os Santos, onde o navio de cruzeiro MSC aguarda o seu regresso, Salvador da Bahia contagiá-lo-á com o seu dinamismo logo à chegada. Trata-se do grande centro cultural e histórico do Brasil, onde a tradição afro-brasileira atinge o seu expoente e onde foram criados a capoeira, ocandomblé e o samba de roda.

Os cruzeiros MSC na América do Sul oferecem excursões ao centro histórico deste lugar mágico, uma miscelânea de calçadas estreitas, paredes roxas descascadas, igrejas barrocas grandiosas, crianças a jogar futebol, rastas, habitantes locais a bebericar cerveja sentados em cadeiras de plástico, o aroma flutuante das ervas e o batuque quase constante de tambores, sobretudo ao pôr-do-sol. Para lá do centro histórico de Salvador estende-se uma cidade em ampla expansão, com uma vida de praia animada, arranha-céus modernos e muitas favelas.

O centro histórico é o núcleo tradicional de Salvador, tendo sido construído em torno da ribanceira escarpada, de 70 m de altura, que domina o lado oriental da baía, e que está dividida nas secções alta e baixa. A Cidade Alta (ou simplesmente “Centro”) está situada na parte elevada e está ligada à menos interessante Cidade Baixa (o antigo centro comercial, também conhecido por “Comércio”) por ruas íngremes e pelo imponente Elevador Lacerda de estilo art déco. A Cidade Alta é o centro cultural da cidade, e a área conhecida como Pelourinho é o bairro antigo da moda, com ruas coloridas e sinuosas, sendo a sua zona mais dinâmica e interessante.

O melhor ponto de partida para um passeio a pé pela cidade é a Praça Municipal, dominada pelo imponente Palácio do Rio Branco, o antigo palácio do governador que foi usado até 1979. O interior sofisticado é uma associação de obra de gesso rococó, pavimentos em madeira polida e paredes e tectos pintados.

Lugares imperdíveis em Salvador

Conheça as nossas excursões

    Chegar ao porto

    Porto de Salvador

    Esta seção contém informações sobre como chegar até o porto

    Terminal de Cruzeiros

    Codeba
    Avenida da França, 1551
    Comércio, Salvador

    Chegar ao porto de

    • Avião

      Aeroporto Internacional de Salvador (Deputado Luiz Antônio Magalhães)

      Vindo de carro, seguir rumo ao nordeste na Praça Gago Coutinho, depois virar á esquerda para continuar nesta praça e virar à esquerda mais uma vez para continuar na Praça Gago Coutinho Continue pela Avenida Tenente Frederico Gustavo dos santos e pegar a rampa indicando salvador. A estrada continua na Av. Carybé Continue pela Av. Luis Viana e depois pela Av. Tancredo Neves e Avenida Antônio Carlos Magalhães Acesse a Saida à esquerda assinalando Retiro/Centro/Cidade Baixa. Mantenha a direita na bifurcação e siga pela Avenida Mário leal Ferreira. Prossiga pela Avenida Presidente Castelo Branco e siga por esta via passando pelo Túnel Américo Simas-D/Av. Presidente Castelo Branco Continua ela Av. Presidente Castelo Branco, depois vire à esquerda na Rua Estado de Israel e novamente à esquerda na Avenida da França. Agora vire à esquerda na Rua da Suécia e finalmente à direita na Avenida da França O porto fica a aproximadamente 28 km do aeroporto.
      Há serviço de taxi e carros particulares para leva-lo ao porto.
      O trajeto é de aproximadamente 40 minutos dependendo do trânsito Há também serviços de ônibus que demoram cerca de 1 hora.
      Avião

    Norte do Brasil

    Reservas naturais e atmosferas coloniais
    Reservas naturais e atmosferas coloniais

    Não restam dúvidas de que o Nordeste brasileiro beneficiou do boom económico do país sendo agora uma região em expansão.

    Não obstante o facto de possuir a costa mais deslumbrante da América do Sul, uma vida de praia animada e uma cultura exuberante que reúne samba, reggae e influências africanas, a região, dividida politicamente em oito estados distintos, não foi deteriorada pelo turismo. 

    Um cruzeiro ao Nordeste do Brasil mostrar-lhe-á as principais cidades costeiras. Cidades como Recife, Olinda, São Luís e Fortaleza são donas de uma profunda herança colonial, ao passo que outras como Maceió e Natal cresceram sobretudo ao longo das últimas décadas. Todas elas têm as suas próprias praias na cidade, além de estâncias idílicas e desertas escondidas ao largo da costa. A ilha de Fernando de Noronha, a centenas de quilómetros da costa, é uma das maiores reservas de vida selvagem oceânica do mundo, um destino caro, mas ideal para o eco-turismo.

    Os estados brasileiros de de Alagoas e Sergipe, de menor dimensão e negligenciados pelos viajantes durante muito tempo, têm revelado um rápido desenvolvimento nos últimos anos. Embora lhes falte o romantismo do Rio e de Salvador, as duas capitais dos estados de Maceió e Aracaju oferecem praias excelentes e alguns elementos de interesse histórico. Além disso, algumas cidades coloniais genuinamente bem preservadas ficam a uma curta distância de autocarro.