Cuba

A Antiga Havana
A Praia de Varadero
A ilha de Cayo Largo   

Procurar cruzeiros nas Caraíbas, Cuba e Antilhas

Havana

Um encanto irresistível

Ao desembarcar em Havana num cruzeiro até às Caraíbas, sentir-se-á imediatamente inundado pela sensualidade da cidade.


Os seus edifícios têm linhas sinuosas e as suas cores e aromas condimentados são inebriantes. O aroma dos célebres charutos da cidade flutua pelo ar, praias de tons açucarados fundem-se suavemente com as águas transparentes do mar, a música acompanha os movimentos cativantes das danças caribenhas e os automóveis de outros séculos compõem uma exposiçãomóvel nas ruas do centro da cidade: ao navegar com a MSC Cruzeiros até Cuba terá oportunidade de sentir este mundo fascinante com as suas próprias mãos.

Na sua viagem, assim que desembarcar do seu navio de cruzeiro, uma excursão levá-lo-á à descoberta da capital, uma cidade populosa repleta de contradições, com mais de dois milhões de habitantes. Um dos lugares incontornáveis a visitar é o Castillo del Morro: uma fortaleza construída numa montanha no século XVI, que também responde pelo nome de Castelo dos Três Reis Magos. Partindo do castelo, siga para a Vieja Habana (Antiga Havana), declarada Património da Humanidade pela UNESCO, com as suas praças: Plaza San Francisco de Asis, Plaza de Armas, Plaza Vieja e Plaza de la Catedral. Outro lugar imperdível é a Bodeguita del Medio, frequentado habitualmente por personalidades como Ernest Hemingway, Salvador Allende e Pablo Neruda para saborearem um “mojito”. El Capitolio (o edifício do Capitólio), um dos símbolos de Cuba, destaca-se pela sua alvura entre os edifícios coloniais coloridos. Na Plaza de la Revolución que também é deveras imponente, encontrará o monumento de homenagem ao herói nacional José Martí e o Ministério do Interior, com a célebre imagem de Che Guevara, da autoria de Enrique Ávila, inspirada numa estátua de Alberto Korda. No entanto, uma viagem a Havana vai muito além das praças e edifícios. Por exemplo, Varadero é considerada a praia mais bonita do mundo.

Lugares imperdíveis em Havana

Conheça as nossas excursões

    COMO CHEGAR AO PORTO

    Porto de Havana

    Esta seção contém informações sobre como chegar até o porto.

    Terminal de cruzeiros:

    Terminal de Cruceros - San Pedro, n. 1 – Avenida del Puerto, Muelle San Francisco, Centro Histórico Habana Vieja – Habana Cuba

    Chegar ao porto de

    • Avião

      O aeroporto internacional de Jose Martí fica localizado a 30 minutos de taxi do porto de Havana. Caso seu aeroporto de destino seja o Varadero, o percurso de taxi levará 1 hora e 40 minutos. 
        
      O transporte público de/para esses aeroportos é limitado. É recomendado sempre utilizar os taxis oficiais de Havana em vez dos carros antigos típicos parados do lado de fora dos aeroportos. 
        
      Essa informação é sujeita a alteração e os hóspedes são responsáveis por verificar as rotas de transporte antes da viagem.
      Avião

    Cuba

    Serenidade, Sol e História
    Articles[0].Title  

    Entre outras jóias da região, ao navegar com a MSC Cruzeiros até às Caraíbas terá oportunidade de descobrir Cuba, um destino de puro prazer.


    Entre as diversas ilhas das Caraíbas que podem ser visitadas com a MSC Cruzeiros, Cuba é um tesouro histórico e artístico que, para ser plenamente admirado, necessita de duas perspectivas: do mar e da terra. Estrategicamente situada entre o mar das Caraíbas, o golfo do México e o oceano Atlântico, esta ilha majestosa é agraciada com os ventos alísios e desfruta de um clima tropical com verões húmidos e invernos secos.
    Maravilhosas enseadas naturais são pontos de entrada nestas principais cidades: Havana, Cienfuegos e Santiago de Cuba. Quando pensamos em Cuba lembramo-nos das praias brancas de Varadero e Cayo Largo, águas cristalinas e vegetação luxuriante com todas as tonalidades de verde, bem como das cores vivas dos edifícios, música, gastronomia e uma cultura que associa o colonialismo espanhol às tradições dos escravos africanos.

    É impossível ir a Cuba e não se encantar com a terra. Não foi por acaso que Cristóvão Colombo se referiu a ela como “A terra mais linda que os olhos humanos já viram!” ao desembarcar ali. Além do laureado com o prémio Nobel, Ernest Hemingway que ficou de tal forma deslumbrado com a ilha que decidiu mudar-se para lá e passou os vinte anos seguintes na sua Finca Vigía (casa de vigia).