Costa Maia

Ruínas maias deslumbrantes 
Animais selvagens e vegetação luxuriante 
Actividades aquáticas emocionantes e divertidas

Procurar cruzeiros nas Caraíbas, Cuba e Antilhas

Costa Maia

Descobrir uma civilização apaixonante

O porto da Costa Maia, onde atracam os navios de cruzeiro MSC , não é avistado a norte de Mahahual, mas é possível sentir a sua influência nos dias de cruzeiro, quando a aldeia ganha vida com as suas bancas de recordações turísticas e de aluguer de jet-ski ao largo do passeio marítimo sofisticado, formando uma autêntica versão em miniatura de Playa del Carmen.

As duas povoações da região, Mahahual e a mais pequena Xcalak, foram fortemente atingidas pelo furacão Dean em 2007. Mahahual foi reconstruída, mas Xcalak ainda se encontra bastante degradada. Normalmente, num cruzeiro MSC nas Caraíbas e Antilhas os visitantes optam pela zona de Mahahual, ao passo que os amantes do mergulho e da pesca rumam para sul, até Xcalak. Se é apreciador de sítios arqueológicos, então o sítio arqueológico de Río Bec, Kohunlich, é a sua melhor opção de excursão.

As ruínas, que raramente recebem visitas além das enormes borboletas e papagaios selvagens, gozam de uma bela localização sobre as copas das árvores. As construções datam de finais do período pré-clássico ao período clássico (100 a 900 A.D.), e a maioria apresenta o estilo arquitectónico do Río Bec. A folhagem já se apoderou da maioria dos sítios, à excepção do Templo de los Mascarones, que recebeu o nome em homenagem às máscaras em estuque de 2 metros de altura que ornam a sua fachada.

Actualmente, com um aspecto deveras inquietante, estas imagens de bocas e olhos abertos do deus sol, Kinich Ahau, destacavam-se antigamente sobre um pano de fundo em estuque vermelho suave. A que terá sido a zona residencial da elite chamada 27 Escalones, também vale o desvio, para apreciar a vista deslumbrante sobre a copa das árvores da selva, à beira do penhasco no qual foi construída. Situadas numa região mais seca, com poucas árvores, estas duas ruínas vizinhas marcam um contraste interessante com Kohunlich.

A pirâmide pesada de Kinichná, construída com pedras de um metro de altura, camada após camada, por líderes sucessivos mal deixa entrever as árvores, mas pode observar a área circundante (e tentar vislumbrar o antigo sítio arqueológico maia Dzibanché), agora dividida em terra arável.

Lugares imperdíveis em Costa Maya

Conheça as nossas excursões

    México

    Na sombra de um sombrero
    Na sombra de um sombrero

    Uma das maiores civilizações do mundo, o México é um destino excelente para um cruzeiro com a sua mistura de culturas mesoamericanas, tribos indígenas modernas e tradições espanholas, além de ser também uma economia dinâmica e moderna, a maior da América Latina a seguir ao Brasil.

    As paisagens mexicanas são igualmente diversas, desde a cintilante costa azul da Baixa Califórnia e dos emblemáticos desertos cobertos de cactos do Norte, até às aldeias maias e às deslumbrantes praias repletas de palmeiras do mar das Caraíbas. Pode escalar vulcões, observar baleias, nadar debaixo da terra e fazer um circuito pelas fazendas de tequila durante a sua viagem ao México.

    Espalhadas por todo o país também encontrará igrejas coloniais ricamente decoradas, antigas pirâmides colossais e uma cozinha sofisticada que pouco tem que ver com o mundo dos nachos e burritos. Apesar da influência inevitável dos EUA e das ligações próximas ao resto do mundo falante de espanhol, o país preserva resolutamente a sua individualidade. A música que inunda as praças ao fim do dia, os edifícios à sua volta e até mesmo os aromas que emanam da fila de carrinhos de tacos lembrá-lo-ão sem sombra de dúvida do local onde se encontra.

     Muitos dos turistas que visitam o México pela primeira vez ficam surpreendidos ao descobrir que o país está longe de ser uma nação “em vias de desenvolvimento”. Possui uma economia sólida, a décima quarta maior do mundo, um sistema interno de transportes extremamente completo e eficiente e um panorama artístico e musical contemporâneo e animado.