Marselha

O envolvente Vieux Port
A inconfundível Notre-Dame de la Garde
A vista do Palais du Pharo

Procurar cruzeiros no Mediterrâneo

Marselha

Sabores e aromas multiculturais

Está preparado para descobrir Marselha num cruzeiro MSC No Mediterrâneo?
Se fizer um cruzeiro no Sul de França saiba que Marselha é a área metropolitana mais famosa e com maior densidade populacional do país, a seguir a Paris e Lyon. À saída do seu navio de cruzeiro MSC, os cafés ao redor do Vieux Port, onde peixes reluzentes são vendidos directamente nos barcos no quai des Belges, são óptimos lugares para contemplar a vida de rua da cidade.

A zona norte (Le Panier) é particularmente agradável durante a tarde, dado que as esplanadas estão mais expostas ao sol e a vista é mais bonita. No promontório, logo a seguir ao Fort Saint-Nicolas, o Palais du Pharo oferece a melhor vista do Vieux Port ou, se para apreciar um panorama mais abrangente, visite a Notre-Dame-de-la-Garde, o marco do Segundo Império da cidade, no topo da colina de La Garde. A norte do Vieux Port está a zona antiga de Marselha, Le Panier, onde até à última guerra, as ruas minúsculas, as escadarias íngremes e as casas de todas as épocas formavam uma "vieille ville" típica da Côte.

Também poderá desfrutar de diversas excursões da MSC Cruzeiros com partida do Vieux Port. Se não fosse pela grandiosidade da metrópole de Marselha, Aix-en-Provence, apenas 30 km a sul, seria a principal cidade do centro da Provença. À primeira vista, Aix é imediatamente mais cativante, um lugar imponente e de certa forma mais encantador, normalmente considerado mais conservador.

A capital da Igreja Católica nos primórdios da Idade Média e que tem sido um grande centro artístico ao longo de séculos, Avignon é também outro destino de excursão incontornável. As muralhas baixas medievais ainda envolvem o centro histórico de Avignon, que se aninha numa curva de noventa graus no rio Ródano. As suas portas de entrada e torres restauradas e as muralhas delimitam de forma dramática as fronteiras do núcleo histórico, a partir das quais se foi desenvolvendo informemente a cidade moderna.

Lugares imperdíveis em Marselha

Conheça as nossas excursões

    Chegar ao porto

    Porto de Marselha

    Esta seção contém informações sobre como chegar ao porto

    Terminal de Cruzeiros

    Estande de embarque no MPCT (Terminal de Cruzeiros Marseille-Provence)
    Píer Léon Gourret (Portão 4)

    Chegar ao porto de

    • Carro

      Vindo pela rodovia A7, acessar a A55 (Autoroute du Litoral), Entrar pelo Portão 4 e seguir as placas em direção ao Terminal de Cruzeiros
      Carro
    • Trem

      Chegando à Estação Ferroviária Saint-Charles de Marselha, pegar um taxi para faze o trajeto até o terminal de cruzeiros (15-20 minutos). 
      Não recomendamos utilizar ônibus porque o ponto fica longe do terminal de cruzeiros.
      Trem
    • Avião

      O Aeroporto Provende de Marselha está a 20 km do porto
      Você pode ir de taxi até o Terminal de Cruzeiros
      Avião

    França

    Uma sofisticação discreta e levemente snob
    Uma sofisticação discreta e levemente snob

    Uma viagem ao sul de França levá-lo-á ao paraíso. Este Jardim do Éden abrange a parte mais baixa dos Alpes cobertos de neve e os seus contrafortes que, a leste, descem em direcção ao mar e, a oeste, se estendem quase ao Ródano.


    A zona interior litoral é composta por uma cadeia sucessiva de colinas íngremes e arborizadas, ao passo que a costa é um conjunto de baías geométricas em constante mudança entrecortadas por afloramentos rochosos cintilantes e caóticos e enseadas estreitas e profundas, como fiordes em miniatura: os calanques. No entanto, estes elementos não seriam nada, se não fosse a luz mágica do Mediterrâneo. Atingindo o seu expoente na Primavera e no Outono, é simultaneamente suave e extraordinariamente dramática, como se cada paisagem tivesse sido aprimorada por um especialista a fim de maximizar a cor e a definição, reduzindo o brilho ao mínimo. Um cruzeiro ao sul de França é uma excelente oportunidade para visitar a capital da Riviera, Nice, uma combinação viva e enigmática de influências italianizadas, do esplendor da Belle Époque desvanecida e de arte de primeira categoria.

    A leste da cidade, a baixa Corniche liga as pitorescas cidades à beira-mar de Villefranche-sur-Mer, Saint-Jean-Cap-Ferrat e Beaulieu-sur-Mer. As estradas mais altas oferecem algumas das paisagens costeiras de condução mais espectaculares da Europa, rumo à aldeia empoleirada de Èze e ao pequeno Principado do Mónaco. A parte ocidental da Riviera reivindica possuir as melhores praias, tanto na jazzística Juan-les-Pins quanto em Cannes, um centro cintilante de cinema e boutiques de designers famosos.