Roterdão

Bares, discotecas e uma série de festivais de primeira classe
O Museu Kunsthal e o Museu Boijmans van Beuningen
Um dos maiores portos do mundo

Procurar cruzeiros no Norte da Europa

Roterdão

Uma mistura de culturas

O seu navio MSC ficará ancorado no maior porto do mundo, Roterdão, uma cidade resoluta da classe operária, no centro de um labirinto de rios e canais artificiais que formam conjuntamente a foz dos rios Rijn (Reno) e Maas (Mosa). Após a devastação sofrida durante a Segunda Guerra Mundial, Roterdão tornou-se numa cidade dinâmica e possante, repleta de atracções culturais de primeira classe.
O seu cruzeiro MSC no norte da Europa oferecer-lhe-á a oportunidade de constatar que as enormes obras de melhoramentos não afectaram o carácter prático da cidade. A sua sólida determinação é uma das características que atrai o visitante, bem como os seus bares e discotecas animados.

Entre as atracções mais interessantes das quais poderá desfrutar durante as suas férias na Holanda, está o Kunsthal, o museu de arte contemporânea de Roterdão, e o Museu Boijmans van Beuningen, que possui uma colecção de arte excepcional, que inclui obras representativas de quase todos os pintores holandeses mais importantes. Ambos os museus estão situados na zona cultural da cidade, o Museumpark.

Outros locais interessantes a visitar numa excursão MSC são o Oude Haven, o porto mais antigo da cidade que foi devastado durante a Segunda Guerra Mundial e posteriormente renovado, e o Delfshaven, um antigo porto que conseguiu sobreviver quase intacto aos bombardeamentos. Roterdão também oferece uma série de festivais de primeira categoria, entre os quais se destaca o ilustre Festival de Jazz do Mar do Norte e o coloridoCarnaval de Verão.

No período pós-guerra assistiu-se à rápida reconstrução das docas e, quando os enormes navios de contentores e petroleiros tornaram obsoletas as instalações portuárias existentes, a população de Roterdão construiu rapidamente um novo porto marítimo de águas profundas, o Europoort, que se prolonga pelo mar do Norte, cerca de 25 km para oeste da parte antiga da cidade. Concluído em 1968, o Europoort tem capacidade para acolher os maiores navios do mundo, entre eles os navios de cruzeiros MSC.

Lugares imperdíveis em Roterdã

Conheça as nossas excursões

    Países Baixos

    A terra das socas de madeira
    A terra das socas de madeira

    Embora quase metade do território já tenha estado submersa, os Países Baixos são uma das nações mais urbanizadas, e densamente povoadas, do mundo, reunindo uma enorme grande quantidade de atracções numa área relativamente pequena.

    Uma viagem até aos Países Baixos ajudá-lo-á a perceber por que motivo se trata de um país notável, obra do homem na sua quase totalidade e cuja metade fica ao nível do mar ou abaixo dele. Um quinto do território é composto por... água. Sem protecção, dois terços do país sofreriam inundações frequentes.

    O ponto mais baixo dos Países Baixos, sete metros abaixo do nível do mar, é também o ponto mais baixo da Europa. Um cruzeiro aos Países Baixos oferece-lhe uma paisagem fértil e plana repleta de valas de drenagem e canais, sob um imenso céu aberto, ao passo que as cidades e aldeias do país são normalmente locais imaculados e intactos de casas com telhados de duas águas, canais encantadores e pináculos de igrejas.

    Não obstante a dimensão reduzida do país, cada cidade apresenta normalmente uma identidade e características próprias e distintas. Na verdade, talvez não exista outro lugar no mundo onde se possam ouvir tantos sotaques diferentes, e até dialectos, num espaço tão pequeno.

    Na Primavera e no Verão, os campos de flores oferecem pinceladas de cor arrojadas e a oeste e norte, a extensa costa é marcada por milhas e milhas de dunas protectoras, dispostas na rectaguarda de largas faixas de praias de areia perfeitas.