Reiquiavique

Igreja de Hallgrímur
O Sólfar, também conhecido como Viajante do Sol
O Parque Nacional Þingvellir,

Procurar cruzeiros no Norte da Europa

Reiquiavique

A cidade dos spas

A imagem de Reiquiavique reflecte-se nas águas da sua baía, tal como poderá admirar quando o navio de cruzeiro lança âncora no porto. As margens do cais de frente para o mar abrigam uma série de lojas, bares de música ao vivo e cafés.
Caminhe por Frakkastigur até Lækjartorg para admirar o Sólfar, também conhecido como Viajante do Sol, uma enorme escultura moderna em aço, da autoria de Jón Gunnar Árnason, que representa uma embarcação viking, com a proa voltada para norte.

Recue na história ao chegar ao centro histórico, nos distritos de Aðalstræti e Suðurgata, onde ainda pode ver as ruínas de algumas habitações islandesas primitivas. Também vale a pena visitar a igreja de Hallgrímur que é, provavelmente, o monumento arquitectónico mais importante de Reiquiavique. Tal como descobrirá durante o seu cruzeiro MSC no Norte da Europa, a energia geotérmica condiciona positivamente a vida de todo país e os spas estão por toda a parte.

Não perca uma excursão ao Parque Nacional Þingvellir, na região sudoeste da ilha, que foi declarado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO a partir de 2004. No litoral norte de Þingvallavatn, o maior lago islandês, o rio Öxará forma a catarata Öxaráfoss, nos arredores de Almannagjá, a maior fenda do país.

Se gosta de cataratas, não deixe de visitar Gullfoss, no sudeste da ilha. O rio Hvítá cai 11 metros e depois 21 metros para formar a rainha das cataratas islandesas, antes de continuar ao longo de um desfiladeiro estreito no planalto. Nesta região, também encontramos o Strokkur, o único géiser que irrompe regularmente a cada 4 a 8 minutos. Depois, rume até à nascente Geysir, no vale de Haukadalur, o géiser mais antigo de que há conhecimento, do qual o termo provém.

As suas erupções pulverizam água fervente até 60 metros de altura, mas chegam frequentemente acima dos 100 metros. Trata-se do géiser activo mais alto de todos.

Lugares imperdíveis em Reykjavik

Conheça as nossas excursões

    Islândia

    Fontes de lava em pleno gelo
    Fontes de lava em pleno gelo

    Uma viagem até à Islândia é como descobrir outro mundo. Mesmo que já tenha imaginado como seria, a ilha surpreendê-lo-á.


    A maioria das pessoas não sabe que Reiquiavique, a capital da Islândia, tem uma vida artística e social intensa. Também desconhece que a natureza islandesa é muito exuberante, dado que as temperaturas no Verão são incrivelmente amenas, e que o Inverno, quando o céu é colorido pela aurora boreal, não é tão frio quanto se possa pensar.

    A Islândia encantá-lo-á com as suas piscinas de lama borbulhante, os incríveis géiseres, os glaciares, as cascatas e muito mais. Dedique-se à observação de aves no lago Mývatn ou faça uma excursão para admirar as baleias. O mar islandês é um dos melhores lugares no mundo para observar estes enormes cetáceos.
    Se aprecia gelo, visite o Jökulsárlón, o maior lago glacial do país a qual se forma onde o glaciar Breiðamerkurjökull desagua no Atlântico. 


    E caso pretenda descontrair, saiba que existem mais de 170 piscinas geotérmicas no país, como a esplêndida e terapêutica lagoa Azul, a cerca de 40 km de Reiquiavique. Trata-se de uma enorme piscina alimentada por uma fonte que jorra água a uma temperatura que varia entre os 37 e os 39 ºC, rica em minerais e com propriedades terapêuticas.