Cidade do Cabo

No sopé da Montanha da Mesa

Uma combinação de estilos arquitectónicos

O centro da cidade mais agradável da África do Sul

Procurar cruzeiros na África do Sul

Cidade do Cabo

A natureza no seu expoente máximo

Quando chegar no seu cruzeiro MSC à Cidade do Cabo constatará rapidamente que, além de ser um pano de fundo deslumbrante, a Montanha da Mesa é o núcleo duro desta cidade portuária. Divide a cidade em zonas distintas, com jardins públicos, lugares selvagens, florestas, rotas de caminhadas, vinhas e áreas residenciais atractivas, que se dispersam pelas encostas mais baixas.
No topo da mesa, olhando para norte terá uma vista vertiginosa do centro da cidade, com as docas repletas de navios tão pequenos que parecem caixas de fósforos. Se passar férias na África do Sul, para apreciar a Cidade do Cabo tem de passar tempo ao ar livre, à semelhança dos seus habitantes que fazem habitualmente caminhadas, piqueniques ou apanham banhos de sol, preferindo frequentemente as bicicletas de montanha aos carros e transformando as actividades de aventura numa obsessão.

O tecido urbano rico da Cidade do Cabo é constatado de imediato através da sua arquitectura diversificada: um estilo nativo cabo-holandês, enraizado no Norte da Europa, que assume a sua forma mais variada nas propriedades vitícolas de Constantia, influenciadas pelos refugiados franceses no século XVII; os dissidentes muçulmanos e escravos libertados no século XIX acrescentaram os seus minaretes à linha do horizonte; e os ingleses, que invadiram e libertaram esses escravos, introduziram os edifícios georgianos e vitorianos.

A Strand Street delimita a orla marítima original da Cidade do Cabo e todo o desenvolvimento urbano a norte está situado em terrenos recuperados. A sul está o Upper City Centre, onde se encontram as ruínas do centro histórico da cidade com 350 anos, que sobreviveu aos ataques da modernização e às operações policiais urbanas de inspiração apartheid, e nasceu com encanto suficiente para tornar-se o centro de cidade mais agradável da África do Sul.

Toda a área da Strand Street, no sopé meridional da montanha, é um decalque da arquitectura georgiana, cabo-holandesa, vitoriana e do século XX, além de ser o lugar onde a Europa, a Ásia e África se cruzam nos mercados, vielas e mesquitas. Entre as principais atracções destaca-se o Parlamento, o parque The Company’s Garden e muitos dos principais museus da Cidade do Cabo.

Lugares imperdíveis na Cidade do Cabo

Conheça as nossas excursões

    Chegar ao porto

    Porto de Cidade do Cabo

    Esta seção contém informações sobre como chegar até o porto

    Terminal de cruzeiros

    V&A Pier Leste

    Chegar ao porto de

    • Carro

      Como chegar a E-Berth, Duncan Dock, Cidade do Cabo vindo de Waterfront:
      Quando entrar em V&A, A estação Caltex fica à sua direita.
      Permanecer à sua direita e depois virar à direita na rotatória e continuar até o posto de segurança do lado oposto à SAPS (Polícia Portuária) 
      E-Berth está logoa atrás do edifício da SAPS, do lado esquerdo.
      Carro

    África do Sul

    Um compromisso com os cinco grandes
    Um compromisso com os cinco grandes

    A África do Sul é o trunfo do continente africano. Repleta de dinamismo e autoconfiança, nenhum outro país consegue igualar a sua enorme diversidade.

    Além de apresentar algumas das melhores atracções de África, é um país que está nitidamente ligado por uma infra-estrutura eficiente e orientada para os visitantes , com boas ligações aos restantes países. 


    Se estiver a bordo de um cruzeiro à África do Sul e a sua ideia de aventura africana perfeita se resumir a um lugar para admirar os Cinco Grandes, passar uns dias numa praia majestosa e conhecer uma rápida amostra da sua história e património, então este é o país indicado. 

    No entanto, se fizesse apenas isso estaria a desperdiçar o potencial deste lugar. 


    Durante o seu cruzeiro reserve algum tempo para percorrer algumas das suas inúmeras trilhas de caminhada deslumbrantes, beber um pouco de vinho de Pinotage, numa das suas vitícolas cabo-holandesas, visitar as suas discotecas ou seguir o encalço de criaturas raras, como os enormes tubarões brancos, as baleias francas e os pinguins africanos e terá uma viagem verdadeiramente inesquecível


    Culturalmente, trata-se de um país complexo e fragmentado. Segundo se observa ironicamente: apesar de o apartheid fazer parte da história, ainda não passou à história

    Para perceber um pouco mais as realidades da segregação actual e a sobrevivência na Nação do Arco-Íris, pode fazer uma visita cultural a um bairro rural ou passar um dia num dos municípios com um guia local.