Maputo

A “Paris de África”
A Estação de Caminhos-de-ferro de Gustave Eiffel
As praias encantadoras no oceano Índico

Procurar cruzeiros no Sul de África

Maputo

A afluência dos colonos portugueses

Ao desembarcar em Maputo num cruzeiro MSC a África, encontrará uma cidade portuária animada, onde os aromas intensos do continente são temperados com uma pitada de Portugal. Na arquitectura e na vida diária de Maputo, ainda é possível sentir a forte influência da colonização portuguesa, que só terminou em 1975.

Enquanto caminha pela cidade, por exemplo, na zona da Baixa, central e extremamente movimentada - definida por alguns como a Paris de África pela sua vida animada tanto de dia quanto à noite - encontrará edifícios enormes de estilo racionalista. A uma curta distância da Baixa, existe uma estação de caminhos-de-ferro encantadora, projectada no início do século XX por Gustave Eiffel (sim, o responsável pela célebre torre parisiense), repleta de mármore e ferro forjado e colunas e traves ornamentadas.

A sua decoração inclui relógios, ventoinhas de tecto colossais, painéis de azulejos, portas em madeira trabalhada, bancos em ferro forjado, sinos enormes e duas locomotivas a vapor antigas em exposição nos carris. Para retemperar forças, faça uma paragem no Kampfumo Bar Bistro, muito em voga. Na Avenida Samora Machel encontrará a célebre Casa de Ferro, um edifício construído integralmente com placas de ferro, projectado pelo mesmo engenheiro francês prolífico para o governador português da cidade.

No seu passeio pela cidade não deixe de visitar também um dos mercados públicos. O Mercado Central, tipicamente movimentado, com as bancas repletas de legumes e frutos exóticos, ou o incrível mercado do peixe, ligeiramente mais afastado do centro da cidade, a caminho da Costa do Sol.

Chegue a meio da manhã, quando os vendedores de peixe gritam as suas ofertas para todos ouvirem e o mercado está repleto de peixe fresco: uma variedade extraordinária de marisco, incluindo caranguejos enormes, caracóis do mar e lagostas. Logo atrás do mercado, existe um local no qual o peixe do dia é cozinhado. Os camarões peri-peri, com o seu aroma único condimentado, são imperdíveis. Por fim, visite a curiosa FEIMA (Feira de Artesanato, Flores e Gastronomia), repleta de raridades e artigos de artesanato interessantes. Por sua vez, aqueles que apreciam a descontracção terão oportunidade de fazer uma excursão fora de estrada às praias encantadoras do oceano Índico.

Lugares imperdíveis em Maputo

Conheça as nossas excursões

    Moçambique

    Descansar à sombra de um embondeiro
    Descansar à sombra de um embondeiro

    Numa viagem a Moçambique ficará a conhecer uma África autêntica que, para além disso, ainda revela uma grande influência portuguesa.

    Trata-se de uma terra que pode variar drasticamente em apenas alguns quilómetros, desde as suas areias brancas com a barreira de corais do oceano Índico aos planaltos e montanhas que quase alcançam os 3.000 metros, passando pelo lendário Vale do Rift, o berço da humanidade, no centro do país.

    O seu povo é alegre e acolhedor. O território é partilhado por cidades e aldeias coloniais, cubatas, embondeiros (baobás), mangais, arquipélagos intactos e reservas naturais extraordinárias. Tendo pertencido aos portugueses no passado, num cruzeiro a Moçambique deixar-se-á encantar pelas suas cidades coloniais onde palácios, fortalezas e igrejas atestam um grande passado e fundem, hoje, as influências africanas, árabes e indianas.

    Aqueles que chegam pelo mar ficam surpreendidos com os 3.000 km de costa, que incluem algumas das praias mais encantadoras de África. É o retrato de uma viagem tropical por excelência: areias brancas, águas cristalinas e coqueiros, ondulando suavemente ao sabor da brisa. Também existem algumas ilhas para explorar, autênticas pérolas como Bazaruto, Benguerra, Magaruque, Santa Carolina ou Inhaca. Lugares onde os apaixonados por mergulho encontrarão muito para ver e fazer. Há ainda excursões interessantes para admirar a vida marinha: golfinhos, baleias-de-bossa, dugongos (vacas-marinhas), tartarugas-verdes e tartarugas-comuns.