Exigências para viagens com embarque e desembarque em Cuba

Exigências para embarque e desembarque em Cuba

CUBA - Documentos Necessários
CUBA - Documentos Necessários

No caso de Embarque/Desembarque em Cuba:
 
O Passaporte deve ter seis meses restantes de validade + “Tarjeta de Turismo” + Seguro de Saúde.
O abaixo mencionado refere-se apenas a portadores do Passaporte de Turista e sujeitos a “Tarjeta”. Passaportes Diplomáticos e Passaportes de Serviço são igualmente sujeitos ao uso de Tarjeta e não podem ser considerados isentos uma vez que viagem é turismo e não para propósitos diplomáticos/ de negócios/ outros.
 
Os portadores de passaportes podem entrar em Cuba com um Visto Turístico (a partir de agora chamado “Tarjeta de Turismo” ou simplesmente “Tarjeta”) válido 30 dias a contar da data de entrada mas para uma Entrada e uma Saída apenas. O Custo é (nesta data, podem ocorrer mudanças nos preços de venda) € 25,00 por pessoa, incluindo crianças e bebés.
 
A segunda ou qualquer Tarjeta adicional solicitada, necessária quando o navio retorna a Havana (vindo desde fora de Cuba e Isla Juventud), pode ser adquirido a bordo do navio pelo custo de (informação desta data, aumentos no preço de venda podem ocorrer) € 15,00 por pessoa, incluindo crianças e bebés. A Tarjeta pode ser usada para mais dias em Cuba (dentro de uma estadia máxima de 30 dias) mesmo que não ligada aos pacotes do Cruzeiro. 
 
A Tarjeta não é um visto para ser colado no passaporte mas num papel em separado para ser mostrado em qualquer Ponto de Imigração Cubano (Porto/Aeroporto) juntamente com o Seguro de Viagem. Deverá estar já na posse dos passageiros no aeroporto de partida e pode ser usado também em casos de estadias pré-cruzeiro. Caso se verifique a sua ausência, o embarque no voo seleccionado poderá ser negado.
 
Os seguintes países não necessitam de Visto para Cuba:
Rússia, Bielorrússia, Vietname, Montenegro, Sérvia, Bósnia e Herzegovina, Macedónia, Malásia, Mongólia, Benim, Namíbia, Granada, St Vicent e Granadinas, Antigua e Barbuda, St Kitts e Nevis, St Lucia, Barbados, Dominica. Os passageiros irão receber uma Tarjeta grátis aquando da chegada em qualquer porto ou aeroporto cubano. 
A China, ao contrário do difundido, é neste momento não isento e sujeito à taxa do Visto.
 
Todos os passageiros devem estar obrigatoriamente munidos de um Seguro de Viagem (mesmo as nacionalidades isentas de taxa do Visto) que cubra repatriamento para o país de origem em quaisquer circunstâncias (morte, lesão, voo médico) e deve ser coberto pela Companhia de Seguros Estatal Cubana “Asistur” e pelas clínicas em Cuba adstritas à mesma e que proporcionam assistência e tratamento a turistas. No caso de Seguro de Viagem presente num Serviço de Segurança Social do Estado ou abrangido/coberto por qualquer cartão de crédito, o detentor deve apresentar uma prova (extracto ou declaração) disso, preferencialmente em Espanhol ou em alternativa em Inglês. Na ausência também de isto, os passageiros têm de cobrir independentemente todas as despesas médicas e de tratamento pelo seu próprio cartão de crédito ou dinheiro. 
 
Chamamos a atenção para os seguintes dois casos:
 
1- Passaportes Cubanos: Ao contrário da última comunicação, feita e difundida em Novembro de 2015, por favor note que os detentores de passaportes cubanos não estão autorizados a embarcar em cruzeiros normais que partam/cheguem a Havana.
 
2- Passaportes dos EUA: Relativamente aos passaportes dos EUA, a limitação continua a existir e estamos a aguardar actualizações. Até agora os portadores dos passaportes dos EUA não estão ainda autorizados a embarcar nos nossos cruzeiros, tanto em casos de trânsito em Cuba, como no caso de embarque/desembarque de Havana.   
 
O uso de ATM (Máquinas Multibanco) é extremamente limitado em Cuba, bem como os cartões de crédito, que só são aceites em alguns (poucos) sítios. 
 
NOTA: Informamos que a Tarjeta de Turismo (no valor de 25€) será entregue aos passageiros na porta de embarque ou dentro do avião em Madrid, para os passageiros que adquirirem o Pacote Especial VOOS Incluídos com a MSC Cruzeiros - voos Lisboa-Madrid-Havana-Madrid-Lisboa ou Madrid-Havana-Madrid. Todos os passageiros que viajam com o Pacote SÓ Cruzeiro deverão adquirir o Visto a expensas próprias.
 
 
Portos de trânsito:
 
Trânsito em portos na Jamaica (Ocho Rios e Montego Bay) / Ilhas Caimão (Georgetown)/ México (Cozumel e Costa Maya)/ Belize (Cidade de Belize)/ Honduras (Roatan) / Antigua (St John’s) / St Maarten (Philipsburg) / St Kitts (Basseterre) / República Dominicana (La Romana e Santo Domingo)/ St Lucia (Castries) / Barbados (Bridgetown): não são necessários vistos locais para nenhum detentor de passaporte de qualquer nacionalidade quando o trânsito seja no máximo 24horas com chegada/partida no mesmo navio. Restrições para ida a terra podem ser aplicadas a nacionalidades específicas sem aviso prévio. Por favor informe-nos antes e aguarde pela nossa reacção antes de responder ao requerente.
 
Porto de trânsito de Road Town Tortola (IVB, Ilhas Virgens Britânicas): Por favor note o anexo relevante relativo às IVB, contém a lista de países que necessitam de visto para ir a terra. Em alternativa, os passageiros podem ter um passaporte válido dos EUA ou ter de ficar a bordo do navio, sem irem a terra, durante os tempos de escala em Road Town Tortola.
 
Trânsito em Cuba: Tarjeta de Turismo necessária, aplicam-se as mesmas regras de entrada do capítulo acima.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Cuidados com Bagagens para Cruzeiros em Cuba
Cuidados com Bagagens para Cruzeiros em Cuba

Informamos que todos os passageiros com destino a Havana com os voos da AIR EUROPA, terão obrigatoriamente de ter na sua bagagem individual de porão ou de mão, a identificação da etiqueta de cruzeiro MSC + etiqueta de identificação pessoal (nome + morada + contacto).

 

É de suma importância que os passageiros coloquem a etiqueta de bagagem (que lhes é entregue com o bilhete de cruzeiro), nas malas destinadas ao check-in, desde o primeiro voo. 

Assim, informamos a todos os passageiros com reservas para estes cruzeiros (MSC OPERA e MSC ARMONIA) que devem colocar as etiquetas, devidamente preenchidas, nas pegas da bagagem, acrescentando a seguinte informação:


1.       No caso de inexistência de Bilhete de Cruzeiro, é necessário que usem uma outra etiqueta, com o nome completo, navio e número de camarote.

2.       No caso dos funcionários da transportadora aérea não aceitarem duas etiquetas (companhia aérea + companhia de cruzeiros), os passageiros deverão sublinhar que a bagagem vai directamente do avião para o porto de embarque e não passa pelos tapetes de recolha da mesma no aeroporto, razão pela qual ambas as etiquetas deverão estar juntas a todo o momento. 

 

 Ao efetuar o check-in no aeroporto de Lisboa, a bagagem será enviada diretamente para o navio, não sendo necessário o seu levantamento no aeroporto em Havana.



NOTA: Devido à chegada tardia de alguns voos de entrada em Havana e ao tempo necessário para concluir os procedimentos aduaneiros, a entrega de algumas bagagens no navio pode ser adiada. Para garantir que o cruzeiro começa de forma confortável, sugerimos que os passageiros possam transportar tudo o que considerarem necessário para a primeira noite a bordo (roupa para dormir, produtos de higiene, medicamentos, fraldas, etc.) na sua bagagem de mão. No camarote estará disponível gel de banho e champô.