Carta de Direitos do Passageiro da Indústria de Cruzeiros

INTRODUÇÃO

Carta de Direitos dos Passageiros da Indústria de Cruzeiros
Carta de Direitos dos Passageiros da Indústria de Cruzeiros

Os membros da Associação Internacional de Cruzeiros (Cruise Lines International Association) estão empenhados em garantir o conforto e cuidados de todos os passageiros em cruzeiros transoceânicos por todo o mundo. Para assumir e concretizar este compromisso, os nossos membros concordaram em adoptar o seguinte conjunto de direitos dos passageiros:

Carta de Direitos dos Passageiros da Indústria de Cruzeiros

Os Direitos

Os Direitos

1. O direito a desembarcar num navio aportado se os mantimentos essenciais, como comida, água, instalações sanitárias e acesso aos cuidados médicos não forem devidamente fornecidos a bordo, sujeito apenas à preocupação do Capitão pela segurança do passageiro e requisitos alfandegários e de imigração do porto.

2. O direito ao reembolso total de uma viagem que seja cancelada devido a falhas mecânicas, ou reembolso parcial de viagens que forem terminadas antes da data devido a estas falhas.

3. O direito a ter disponível, em navios que operam além dos rios e águas costeiras a tempo inteiro, cuidados médicos de emergência profissionais, conforme necessário, até que os cuidados médicos em terra sejam disponibilizados.

4. O direito a actualizações de informação atempadas relativamente a quaisquer ajustamentos do itinerário do navio em caso de falha mecânica ou emergência, assim como actualizações atempadas sobre o estado dos esforços para reparar falhar mecânicas.

5. O direito a uma tripulação do navio que tenha formação adequada em procedimentos de emergência e evacuação.

6. O direito a uma fonte de energia de emergência em caso de falha do gerador principal.

7. O direito ao transporte para o porto de desembarque marcado do navio ou para a cidade de residência do passageiro caso o cruzeiro seja terminado antes da data devido a falhas mecânicas.

8. O direito a alojamento caso seja necessário o desembarque e uma pernoita num porto não marcado quando um cruzeiro é terminado antes da data devido a falhas mecânicas.

9. O direito a ter, na página de internet da linha de cruzeiro, um número de telefone gratuito que possa ser utilizado para perguntas ou informação relativa a qualquer aspecto das operações a bordo.**

10. O direito a ter esta Carta de Direitos do Passageiro da Indústria de Cruzeiros publicada na página de internet de cada operador.

** Sempre que possível e disponível, para todos os países numa região com acesso à página de internet.