Monte Carlo

O Hôtel de Paris e a Villa Sauber
A antiga cidade de Monaco-Ville
A vila de St-Paul-de-Vence

Procurar cruzeiros no Mediterrâneo

Monte Carlo

O local de encontro do jet set internacional

Monte Carlo está onde está o dinheiro, e seu famoso cassino precisa ser visto em uma excursão de cruzeiro pelo Mediterrâneo MSC. Adjacente, está a vistosa opera house, e ao redor do place du Casino com diversas palmeiras alinhadas, ficam mais cassinos, hotéis-palácio e grandes cafés.

O Bar Americano do Hôtel de Paris é o local de encontro da elite, enquanto o Hermitage, da virada do século XX, tem uma linda cúpola de ferro e vidro de Gustave Eiffel.

A Villa Sauber é uma das poucas vilas da belle époque que sobreviveram no principado, situada no meio de blocos de apartamentos de concreto. Ela inclui metade do Nouveau Musée National e apresenta interessantes exposições temporárias de arte, normalmente sobre temas relacionados a Mônaco. Os cruzeiros pelo Mediterrâneo da MSC também oferecem excursões para a antiga cidade de Monaco-Ville, que foi poupada como o pior pesadelo dos desenvolvedores.

No place du Palais você pode assistir à troca da guarda ou ver os túmulos do Priíncipe Rainier e da Princesa Grace na catedral do século XIX. Uma das melhores excursões da MSC em Mônaco é a linda e vila fortificada de St-Paul-de-Vence. É uma vila que fica espremida no topo da colina, a apenas 3Km ao sul de Vence, em direção a Cagnes.

Enquanto a própria vila é uma delícia, e normalmente fica repleta de visitantes durante todo o verão, sua popularidade se deve principalmente à Fundação Maeght, um maravilhoso museu de arte moderna e esculturas instalado em uma floresta próxima, assim como seu núcleo medieval. Você não pode perder este famoso ponto de referência, bem do lado de fora dos muros onde a única estrada de acesso – a Colombe d’Or, um hotel-restaurante conhecido pela arte que paira sobre suas paredes, doada no lugar de pagamentos pelas refeições dos então empobrecidos Braque, Picasso, Matisse e Bonnard nos anos de vacas magras que se seguiram à Primeira Guerra Mundial.

Lugares imperdíveis em Monte Carlo

Conheça as nossas excursões

    Mônaco

    Um grande pequeno estado
    Um grande pequeno estado

    O minúsculo e independente Principado de Mônaco, do tamanho do Hyde Park de Londres, está nas mãos da autocrática família Grimaldi desde o século XIII, salvo duas décadas após a Revolução Francesa e que, em teoria, faria parte da França caso acabasse a sucessão real.

    Quando você faz um cruzeiro para Mônaco, é fácil entender como o principado viveu dos jogos de azar, do turismo e de seu status de paraíso fiscal neste últimos cem anos. Entre seus habitantes, os cidadãos franceses superam o número de nativos do país.

    Junto com o Papa e a casa de Liechtenstein, o Príncipe Albert II é um dos poucos governantes autocráticos constitucionais restantes. Uma viagem para Mônaco é como dar um passeio pelo Mediterrâneo. O estado de três quilômetros consiste de diversos bairros distintos.

    A bela antiga cidade de Monaco-Ville ao redor do palácio fica no alto promontório, com um subúrbio densamente construído e a marina de Fontvieille em seu lado ocidental. La Condamine é o antigo bairro do porto, do outro lado da pedra; Larvotto, o balneário não tão belo, com praias artificiais de areia importada, chega até a fronteira leste; e Monte Carlo que fica no meio. O Beausoleil francês, morro acima em direção ao norte, é meramente uma extensão da aglomeração urbana – sua fronteira normalmente é desmarcada e tem sempre fácil acesso a pé.