Anakao

Praias quilométricas de areias brancas 
O auge das maravilhas naturais de Madagascar 
O reino dos lêmures

Procurar cruzeiros no Sul da África

Anakao

Uma aldeia de pescadores no Oceano Índico

Entre as joias de uma viagem com a MSC ao sul da África, estão os portos ao longo do litoral de Madagascar. Durante suas férias em um navio MSC, você visitará locais distantes que permanecerão para sempre na sua lembrança.

Anakao é, provavelmente, como você sempre imaginou, uma aldeia ideal no litoral do Oceano Índico: casas baixas, alguns arbustos, barcos de pesca com velas brancas ancorados nas docas, praias de areias brancas quilométricas e ondas turquesa que chegam à faixa de praia.

Ao desembarcar em Anakao, você encontrará um porto repleto de pescadores simples. Eles o levarão pela mão para descobrir as mais belas praias a uma curta distância desse local magnífico. Entre as excursões oferecidas pela MSC Cruzeiros, recomendamos aquelas cujo foco é a beleza natural de Madagascar. É uma ilha singular em sua biodiversidade: na Pré-História, abrigou animais únicos como o hipopótamo anão, cujo fóssil foi encontrado na ilha; e, hoje, é o reino dos lêmures, primatas de olhos enormes com uma curiosa cauda listrada em preto e branco.

Ao sul de Anakao, uma excursão imperdível o levará ao Parque Nacional de Tsimanampetsotsa, uma reserva natural para as espécies endêmicas de Madagascar, oficialmente protegida há mais de 50 anos. O lago de mesmo nome, cuja existência é um verdadeiro milagre porque raramente chove nessa parte do mundo, abriga uma grande colônia de flamingos cor de rosa. Característico não apenas por seus animais, principalmente répteis, mas também por suas áreas de plantas espinhosas, baobás e dunas de areia, é tão mágico que apenas uma única viagem não é suficiente para apreciar todas as suas maravilhas.

Lugares imperdíveis em Anakao

Conheça as nossas excursões

    Madagascar

    Uma reserva natural do tamanho de um país

    Um cruzeiro para Madagascar em busca do incomum e do exótico raramente deixa a desejar. Este gigante e verdejante laboratório da teoria da evolução foi separado da África continental por tempo suficiente, tendo dado origem a uma surpreendente variedade de flora e fauna endêmicas.


    Muitas de suas espécies nativas são francamente bizarras, desde as imaculadamente camufladas lagartixas até os escabrosamente coloridos camaleões e sapos. Estrelas de uma viagem para Madagascar, e criaturas que todos querem ver, são os acrobáticos lêmures com seus olhos lustrosos e engraçadinhos.

    Até mesmo as paisagens são um pouco estranhas – passeie muito e você se maravilhará com as montanhas estranhas, com cumes e colinas irregulares e com os baobás troncudos de Madagascar. A cultura de Madagascar também é muito característica. Muitos dos costumes linguísticos e rituais dos primeiros habitantes da ilha, que foram os malaio-polinésios, permanecem até hoje. Os visitantes ouvirão falar muito nos fady, que significam taboos – atos que devem ser evitados com receio de ofender os ancestrais e de desequilibrar o mundo natural.

    Apontar para objetos sagrados ou tomar banho em certos rios, por exemplo, são fady. Ao respeitar estas convenções você ganhará respeito e isso é essencial se você for convidado para um ritual tradicional como os Famadihana, a Virada dos Ossos.
    Madagascar