Inhaca e Ilha Portuguesa

Um paraíso a dois passos do litoral de Moçambique
Um local na África que lembra o Caribe
Vida marinha rica e maravilhosa

Procurar cruzeiros no Sul da África

Inhaca e Ilha Portuguesa

Praias intocadas e mar cristalino

A Ilha de Inhaca, uma propriedade da coroa britânica localizada a aproximadamente 32 km do porto de Maputo, presenteia os viajantes da MSC com um dos locais mais parecidos com o Caribe no sul da África. Palmeiras, praias impecáveis, águas turquesa e um recife de coral recebem os viajantes que desembarcam do navio.

A ilha, que guarda a entrada de Delago Bay, é uma extensão da faixa de areia que envolve o golfo, em frente à capital de Moçambique. Durante suas férias, você entenderá por que sua beleza é famosa desde meados do século XX, quando decidiram transformar uma boa parte do interior da ilha em reserva florestal.

Na ilha de Inhaca, não importa se você prefere terra ou mar, você não ficará decepcionado. A vida marinha próxima à ilha é maravilhosa e abundante: tartarugas-marinhas, golfinhos e peixes tropicais coloridos, que vivem entre os corais ou vagueiam entre as raízes dos manguezais. Um espetáculo que é acessível aos adeptos do mergulho e àqueles que se dedicam exclusivamente ao mergulho com snorkel. Uma visita à aldeia de Inhaca, a algumas centenas de metros da praia, também vale a pena.

Aqui, o visitante encontra o mercado local onde pode comprar artesanato e souvenirs, além dos bares e restaurantes que oferecem a saborosa culinária local à base de peixe. A Ilha Portuguesa nas proximidades é completamente deserta. Não é tão rica em vegetação, mas ainda possuí todas as características de uma ilha deserta. O acesso é feito com um percurso rápido em lancha ou no tradicional dhow, barcos com vela triangular que servem como o principal meio de transporte em toda a costa africana até o Mar Vermelho, o Golfo e a Índia há séculos.

Lugares imperdíveis em Ilha Portuguesa

Conheça as nossas excursões

    Moçambique

    Descansar à sombra de um embondeiro
    Descansar à sombra de um embondeiro

    Numa viagem a Moçambique ficará a conhecer uma África autêntica que, para além disso, ainda revela uma grande influência portuguesa.

    Trata-se de uma terra que pode variar drasticamente em apenas alguns quilómetros, desde as suas areias brancas com a barreira de corais do oceano Índico aos planaltos e montanhas que quase alcançam os 3.000 metros, passando pelo lendário Vale do Rift, o berço da humanidade, no centro do país.

    O seu povo é alegre e acolhedor. O território é partilhado por cidades e aldeias coloniais, cubatas, embondeiros (baobás), mangais, arquipélagos intactos e reservas naturais extraordinárias. Tendo pertencido aos portugueses no passado, num cruzeiro a Moçambique deixar-se-á encantar pelas suas cidades coloniais onde palácios, fortalezas e igrejas atestam um grande passado e fundem, hoje, as influências africanas, árabes e indianas.

    Aqueles que chegam pelo mar ficam surpreendidos com os 3.000 km de costa, que incluem algumas das praias mais encantadoras de África. É o retrato de uma viagem tropical por excelência: areias brancas, águas cristalinas e coqueiros, ondulando suavemente ao sabor da brisa. Também existem algumas ilhas para explorar, autênticas pérolas como Bazaruto, Benguerra, Magaruque, Santa Carolina ou Inhaca. Lugares onde os apaixonados por mergulho encontrarão muito para ver e fazer. Há ainda excursões interessantes para admirar a vida marinha: golfinhos, baleias-de-bossa, dugongos (vacas-marinhas), tartarugas-verdes e tartarugas-comuns.